Quer voar comigo?

Ei moço, tenho que te falar uma coisa… Sabe, eu não vou aceitar se você me pedir em casamento. Eu nunca tive esse sonho de princesa, de usar um vestido branco, carregar um buquê e a partir daí, ser mais do outro que de mim. Mas se me chamar pra viajar, vou ter que ir correndo. E não vejo problema nisso.

Sabe o que é? Eu sou assim mesmo, eu não gosto do que me prende. Eu nasci borboleta e você já viu borboleta que fica parada em um só lugar? Borboleta que não voa? Que não vai atrás de novos jardins? Borboleta que só sai do lugar se a outra for junto? Borboleta que faz uma casinha e vive ali pra sempre? Então, não é minha culpa. Eu nasci livre. Nasci prontinha pro mundo e com muita vontade dele. Pronta pra conhecer cada pedacinho dessa imensidão,  pra desbravar a natureza, pra conhecer mares e ares, então, por favor, não peça pra eu me prender a você. Mas olha, se você quiser ir comigo, fique a vontade! O mundo é grande e sempre tem espaço pra mais um. Se você quiser poderemos voar pra bem longe e voltar quando der vontade. Mas ei, não coloque regras, nem nomes, nem status nisso. Isso tudo me deixa cansada e já vi que não é pra mim. Nós não precisamos provar nada pra ninguém não é mesmo? Então não queira colocar um nome nisso. Não queira colocar uma grade. Não queira tornar padrão o que deve ser único e livre. Podemos lidar com tudo sem que vire uma prisão, uma obrigação. Na verdade nunca gostei de rotina e nós não precisamos ser uma. Nós podemos ser borboletas. Nós podemos voar. Ei, não me peça em casamento. Me peça pra voar do seu lado, ok ?

Olha para o lado!

Mentiu quem te falou que amor só se acha uma vez na vida. Mentiu feio. O amor nasce toda vez que é regado e toda vez que ele é a sua escolha. Já parou pra pensar quantas pessoas estão do seu lado insistindo pra que você se sinta amada e que você ame de volta? Pare de olhar longe, olhe pro lado! Não, não é esse negócio de felizes pra sempre e amores eternos, amor é diário. E se não foi continua sendo amor, mas teve final. E você deveria agradecer todos os finais que já teve. Vai me falar que não vieram com portas maiores que as janelas que foram fechadas? Sabe, a vida continua e melhora, sempre. Por mais cego que a gente esteja pra ver as boas coisas. Porque muitas vezes, esquecemos, é de olhar pro lado. A vida continua com uma plantinha que nasce, com um novo ciclo que se inicia, a vida continua quando você decidir viver e quando você decide fazer isso, exclusivamente por você. Sabe qual o problema? Temos medo do amor. Temos medo de olhar pro lado e de repente, você sabe, já era. De repente não tem mais o que fazer e você se vê entregue. Mas não falo de se entregar pra alguém não, falo de entregar aos seus sentimentos. Você já percebeu o quanto é libertador querer mandar mensagem e mandar ? Você já percebeu o quanto é incrível confiar sem medo? Olhe pro lado! O mundo tá gritando pra te amar de volta…

 Ei, se abra de novo! Suas experiências antigas por mais doloridas que sejam, te libertam!

 

 

Ser leve

Um belo dia você entende que a vida é feita de sentimentos resolvidos e que não precisa ser dificil e nem sofrido, mas que quando é pra ser, é leve.

Leve o suficiente pra não ter joguinho, nem orgulho e nem brigas por qualquer coisa. Mas nem tão leve que não dê frio na barriga. Porque na verdade o que é desgastante uma hora cansa. Cansa ter que exigir do outro o que é pra ser natural. Mas às vezes o problema está na gente também. O problema está em insistir no que a gente sabe que não é pra ser, e talvez por ser o mais difícil, é o que a gente quer.

Parece que a gente gosta de sofrer. O mundo sorri a todo tempo e a gente insiste no que faz sofrer. A gente é mesmo bobo. Bobo de não ver o que está na cara e ir atrás do que está lá longe. O amor sempre está perto, mais perto do que a gente imagina. E ele sabe a hora de chegar e sempre será quando a gente menos espera. O amor é surpresa do início ao fim.

Surpresa é essencial pra que a vida não seja rotineira. É preciso se surpreender todo dia com o outro e isso, só se surpreendendo com você mesmo. Se surpreendendo com a sua capacidade de se enxergar no outro e ao mesmo tempo não se enxergar sem. Sem você, a sua personalidade própria e única, individual. Mas também não conseguir se enxergar sem o que você consegue ser quando está com o outro. Todo mundo desperta “alguém” no que a gente já é. Só cabe a nós escolhermos alguém que nos torne leve.

Passado e futuro

friedstumblr

Olhando pra foto era possível ver tanta coisa . Mais do que estava impresso . Tinha todo um conjunto que só quem viveu veria . Tinha uma cumplicidade , uma alegria , um final feliz .

Cara , porque algumas coisas simplesmente não são pra sempre ? Juliana tentava entender o mundo , as pessoas mas não sabia direito como conseguiria se não entendia nem ela mesma . Tanta história ficava pra tras , de tanta gente a gente desiste .

Juliana era o tipo comum mas bonita . Não era nem muito alta e nem muito baixa . Era magra , cabelo até a cintura , escuro com leve queimados do sol de todas as tarde na praia . Olhos castanhos , boca grande e um sorriso de dar inveja . Jú tinha muitos amigos mas o que a aflingia era que alguns ela tinha deixado pra trás . Talves por cansar de tentar fazer tudo pra ficar bem

Jú tinha quebrado a cara algumas vezes e o coração uma centena delas .

-Jú  , vamos pra praia ! Olha esse sol , olha esse dia ! Disse Pri entrando no quarto sem

aviso prévio , Pri já era da casa , não tinha problema em andar ali , abrir a geladeira e

chegar quando bem entendesse .

-Olha essa foto Pri , tanta coisa aconteceu de lá pra cá né ?

-Aff , Juliana você se prende muito ao passado . Agora vai ficar na bad pensando em

tudo que deveria ter feito e não fez . Não esquece que ninguém consegue segurar o mundo

nas costas tá ?

-Credo Priscila !

-Jú , sério ! Vamos pra praia , desencana … A vida é linda amiga e tem muita coisa pra

frente então não tem porque olhar pra trás . Pri falava enquanto pegava um vestido no

guarda roupa da amiga e jogava na cama em que ela tava deitada .

A Priscila não se preoucupa com nada , pra ela tá sempre tudo bom . Tambem , olha que menina mais bonita ! O mundo gira pra ela se ela quiser …

Priscila era mesmo bonita , de uma beleza única . Cabelo laranja de dar inveja , olhos verdes , pele branca com um leve bronzado de quem mora no litoral .

-Vamo Pri … Juliana não queria ir mas sabia que a amiga não sairia dali enquanto ela

não fosse .

Parecia sempre a mesma coisa : mesma praia , mesmas pessoas , mesmas conversar , mesmos lugares . Nada nunca mudava . Exceto …

-Pri , é o Lucas ? Lucas era um dos meninos que estavam naquela foto , um dos meninos

que Jú gostou mas que nunca teve coragem pra viver o que poderiam ter vivido . Mais do

que isso : era um dos meninos que ela tinha deixado pra trás . Mais alguém que ela tinha

deixado no passado e que pelo jeito estava pronto pra voltar . Ai que sorriso !

-Sei lá , acho que sim ! Xi , certeza ! Olha o sorriso que ele tá te mandando , tá vindo

aqui ! Vou pro mar ! Luísaaaaaaaaaaa , me esperaaaaaaaaaa!

-Oi Jú ! Quanto tempo ! Lucas chegou abraçando e lembrando o porque era tão fácil se

apaixonar por aquele sorriso . Ele tinha mudado muito , tava mais adulto , a voz mais

grossa . Bem mais alto . O sorriso era o mesmo . Seria o mesmo sempre

-Ah , então ! Jú sentiu as bochechas brancas ficarem rosadas . Tudo bem ?

-Tudo ! Esses dias mesmo tava falando de você pros meninos . Nossa , não sei o que

aconteceu que a gente ficou tão distante .

-Os meninos que tavam com ele tambem eram bonitos tinham mais cara de moleques mas

eram bonitos ! Falando de mim ? Falando o que ? Já não sabia se tinha parte do seu rosto

que não estava vermelha de vergonha .

-É ?  Sobre o que ?

-Lucas olhou pros meninos , mexeu no cabelo , riu desconsertado .

-Sobre … Sobre …

-Sobre ele gostar de você e você não dar moral e tal . Disse o menino loiro bem estilo

surfista que estava do lado dele . Na mesma hora levou um cutucão .

-Como assim gostou de mim e eu não dei moral ? Uai , não era ele que gostava da Letícia ?

Lembro muito bem do Flávio falar que os dois se gostavam e por isso não demonstrei mais

nada , na verdade me afastei .

-Tonto ! Mas e você e o Flávio , Jú ?

-Eu e o Flávio ? Como assim eu e Flavio ? Lucas tava louco ou tava tentando me deixar

louca ?

-É , fiquei sabendo que vocês tavam juntos … que você gostava dele e … e… queria que

eu não atrapalhasse … Ele disse mais uma vez mexendo no cabelo : era seu jeito oficial de

demonstrar que estava com vergonha . E confuso

-Juliana entendera tudo . Flávio gostava dela e tinha dito que o Lucas gostava da Letícia

porque sabia que ela não questionaria isso , e mais : se afastaria . Flávio sabia que se falasse

pro Lucas que ela já tinha outra pessoa ele sumiria . Lucas era orgulhoso demais pra lutar

por alguém .

-Acho que a gente precisa conversar . Nada disso é verdade e suponho que algumas coisas

que eu tenha ouvido tambem não sejam .

– Vamos ali na pracinha ?

Sentada ali com ele naquele banco da pracinha que tantas vezes os dois riram e choraram

juntos Juliana entendia tudo : algumas coisas precisam ser deixadas pra trás . Mas outras

precisam ser vividas . E com maior intensidade . Algumas coisas por mais que a gente

deixe pra trás , uma hora volta pra ficar .

 

boyfriendbeach

 

Levanta dessa cama garota !

Anda! Sei que tá doendo, mas levanta. Coloca uma roupa. Passa a maquiagem. Arruma esse cabelo. Ajeita a armadura. Segura o coração. Sai por aquela porta. Enfrenta o vento. Sorri pro Sol. Segura o coração. Olha pra ele. Passa reto. Não caia. Não caia. Engole o choro. Fingi de morta quando ele falar com você. Seja fria. Continue andando. Enfrente seus problemas de cara. Reaja. Vai. Tá pensando que é só você que sofre? Tá enganada. Anda menina. Para de ser infantil. A culpa não é de ninguém. Seus pais não são errados. A culpa é tua. Anda. Seja forte. Seja feliz. Seja uma mulher !girl tumblr

Apenas viva !

Ei garota ! Para !

Para de ter medo , para de ser covarde ! Saia e olhe o mundo . Há vidas lá fora . Vidas que lutam por algum espaço , vidas que correm atrás . E você ai , esperando que tudo chegue até você ?
Esperar é sempre bom , mas por favor , faça a sua parte ! Pare de ter medo de arriscar , medo de não dar certo , medo de sofrer .
Você já sofre só por ter medo de sofrer . Você sabe muito bem que quem se magoa é você mesma . Você se ilude !
Pare de criar expectativas e sentimentos . Deixe as coisas acontecerem aos poucos e naturalmente . Não exija tanto de si , não exija tanto dos outros . No fundo , as pessoas nem ao menos se importam .
Deixe o vento … deixe o vento trazer o que for seu , e levar aquilo que nunca foi . Pare de mentir pra si mesma , pare de achar que não há nada . Não queira que as pessoas te entendam sempre se nem ao menos você consegue se entender . Deixe de lado o passado , pare de reviver . A lembranças são boas mais já passaram , não irão voltar , as pessoas mudaram e nada será como antes .
Hoje , tudo é diferente e meio solitário . Mas siga em frente , pessoas saem da nossa vida e outras entram . O ciclo continua . Até um dia que os verdadeiros nunca mais sairão !
Ah , por favor ! Viva ! Viva o agora , o instante , o momento . Viva tudo , se permita ! Sonhe ! Faça o que for preciso , mas viva !

Vapt e Vupt com : Gaby Barbosa

inpiraçoes

Torre Eiffel , Audrey Hepburn , Blair Wardolf , Bruna Vieira , Nx Zero

Apelido que gosta : Gabizinha 

Música : November rain – Guns 

Banda Nacional : Nx Zero

Banda Internacional : Guns and Roses

Série : Game of Thrones

Filme : O Diabo veste Prada

Livro : A última música

Inspiração : Audrey Hepburn , Blair Wardolf

Página da Web que acompanha : Depois dos quinze (http://www.depoisdosquinze.com/)

Viagem dos sonhos : Paris

Sonho de consumo : ter uma casa com vista pra Torre Eiffel

Mania : mexer no cabelo

Qualidade : Extrovertida

Defeito : Orgulhosa

 

Beira A-MAR

amorepraiaEle queria mesmo ir ver o mar . O dia estava chamando para um mergulho nas águas salgadas . Ainda mais para nós que quase nunca íamos para o litoral .
Ele estava tão bonito e eu tão cansada . Ao ver aquelas aguas sem limite , tudo foi diferente . Saímos correndo a caminho do mar , rindo e brincando como se fôssemos crianças . Nadamos durante três ou quatro horas , talvez mais . Sentimos cada onda em um pulsar de coração .
– O que te faz feliz ?
– A liberdade . Ele me respondeu encarando o horizonte .
Não que soubéssemos ao certo o que é a liberdade mas naquele momento descobri que também era ela que me deixava feliz . Ficamos ali por horas . Corremos um pouco pela areia .Estava tudo perfeito até que a loirinha chegou , ele a olhava extasiado .
– Caso você tenha esquecido , eu ainda estou aqui . Disse com raiva.
As brincadeiras não me interessavam mais , o dia ficou escuro , o mar agitou-se . Tudo em questão de minutos , talvez segundos . Fui para o chalé sozinha , com raiva e em silêncio . A televisão mostrava ou noticias escabrosas ou histórias de amor . Nada daquilo apropriado se levar em conta as ultimas horas do dia .
Até que ele chegou , de pele bronzeada e cabelo esvoaçante – e eu o odiei por isso . Ele chegou calmo como as águas .
-Ela era só mais uma , enquanto você é a unica .
E de repente as historias de amor da televisão me atraíram . A lua brilhou mais forte e o dia acabou com a lembrança do quanto nos divertimos . E eu tive certeza que liberdade era saber o que se quer e poder querer aquilo . Naquele momento , nós nos queríamos .