Quase que segunda opção

Na verdade jornalismo sempre foi segunda opção . Dessas que você escolhe se a anterior não dá certo . Também tinha uma terceira opção afinal , nunca se sabe … A minha ordem era : Moda , Jornalismo e Artes Cênicas . Minha sequência seguia inabalável a vida inteira até o terceiro ano do Ensino Médio .

Por algum motivo sobrenatural ou ajuda do destino , mesmo após ter passado no vestibular de Moda as dúvidas se tornaram mais fortes que as certezas . Até que comecei a perceber que nas horas vagas eu não fazia desenhos de moda , os famosos croquis porque na verdade eu preferia ler e escrever sobre moda . Entre estar montando uma coleção para um desfile do SPFW prefiro estar na imprensa . Entre estar em um ateliê acho mais legal a redação .Nesse momento ( na verdade em todas as madrugadas do último ano na escola ) o jornalismo me escolheu e eu não tive muito como fugir .

Aos poucos percebi que sempre quis ser jornalista , só não sabia decifrar meus desejos . Hoje , se fosse para traçar uma meta , olharia para o ano de 2009 , quando , pela primeira vez , entrei na redação da Editora Abril e me vi em cada parte daquele lugar . Vi em cada uma das redatoras e editoras de revistas de moda o que hoje eu almejo para daqui 4 anos .

livrosecrever