O amor vem devagar o resto é pressa

O amor vem devagar o resto é pressa. É isso, só isso.

Se causa turbulência, se causa bagunça, confusão e você não sabe como agir não é amor, é carência. Amor nunca vem pra causar dúvida, ele é um tiro certo, uma faca com a cerra afiada, uma verdade absoluta – mesmo que toda verdade seja absoluta e não dê pra ser verdade pela metade. Mas acontece é que a vida tá cheia de pessoas pela metade, de meias verdades, meios amores e quase certezas. Isso não é amor, é pressa ou desespero.

Pressa de não dar tempo e desespero de nunca encontrar alguém que seja sua verdade absoluta. Mas só tem esse medo quem não sabe ser sua própria verdade, quando você sabe quem é não precisa de outro ser humano pra te validar como pessoa, como amor. Essas coisas aí, de ter pressa, de amores que bagunçam servem pra quem não sabe o que quer ou não quer nada por enquanto e na verdade, até quando a gente pode aceitar ser a meia verdade de alguém? Tudo que é pressa, uma hora acaba. Até quando a gente pode aceitar ser o passatempo até ter certeza de quem não sabe nem o que é ?

O amor vem devagar.

Porque antes de tudo o amor é paciente, é benigno. Antes de tudo, o amor se alegra com a verdade e sem ele nada é possível, o amor é a maior de todas as coisas. O amor vem devagar. O amor vem devagar porque vem aos poucos. Conquista seu espaço com o intuito de não ir embora – mesmo que um dia vá. E tá tudo bem! Não é só porque acabou que não era amor, algumas coisas tem tempo pra durar e a maturidade nos faz entender e aceitar o tempo de tudo.

O amor é como um copo de café. Só pode ser bom se for quente. Mas ao mesmo tempo, se consumido rápido demais, queima. O amor é como um café que, aos poucos vai deixando seu gosto e esquentando. O amor, meu amor, vem devagar! Todo resto é pressa.

Mulher grávida - aborto e Cristianismo

Aborto e Cristianismo: seja luz!

É extremamente difícil unir esses dois assuntos: aborto e Cristianismo. Isso porque, obviamente, um vai totalmente contra o outro. Porém, o fato importante não é sobre concordarmos ou não com isso, é sobre como nos posicionamos. O fato é que a nossa opinião sobre os assuntos polêmicos não consegue mudá-los. Além disso, dificilmente vamos conseguir argumentar usando fatos cristãos sendo que nossas palavras disseminam intolerância e ódio. Nunca importa o que você pensa sobre o assunto, sempre importa como você o aborda.

O que quero dizer com isso? Quero dizer a forma como impomos nossa opinião mostra muito mais o tipo de cristãos que somos e se realmente estamos preocupados em levar amor pelas nações. É como dizer que bandido bom é bandido morto sendo cristão. Não faz sentido. Porque nesse momento você olha pro pecado e não pra pessoa. E pensando assim, você também merece a morte, porque seus pecados são apenas diferentes.

Aborto e Cristianismo

Esse post não é pra dizer se deve ou não ser legalizado o aborto e qual a visão devemos ter como cristãos. Vai até além disso, sabe?

Vi muitas pessoas falando por aí que quem aborta merece a morte, e aí voltamos para aquele tempo em que se paga no olho por olho e dente por dente. Tudo bem, a sua revolta pode ser a de tirar a vida de um ser indefeso, o que importa aqui é que TODA VIDA É UMA VIDA. Assim como a da mãe. O pecado dela não é maior que o seu independente de qual tenha sido o dela e qual tenha sido o seu. Mas é sempre mais fácil julgar, não é ?

Provavelmente, essa mulher tinha motivos para optar pelo aborto. É o motivo correto? NÃO! Definitivamente NÃO! 

O ódio que eu dissemino volta pra mim

Sabe o que a Bíblia diz sobre julgar? Ela diz que é INDESCULPÁVEL.

1Portanto, és indesculpável, ó homem, sejas quem for, quando julgas, porque a ti mesmo te condenas em tudo aquilo que julgas no teu semelhante. Pois tu, que julgas, praticas exatamente as mesmas atitudes. 

2Mas nós sabemos que o julgamento de Deus é de acordo com a verdade contra os que praticam tais ações. 

3Deste modo, quando tu, um simples ser humano, os julga e, todavia, praticas os mesmos atos, pensas que de alguma forma escaparás ao juízo de Deus? 

4Ou, porventura, desprezas a imensa riqueza da bondade, tolerância e paciência, não percebendo que é a própria misericórdia de Deus que te conduz ao arrependimento? 

5Entretanto, por causa da tua teimosia e do teu coração insensível e que não se arrepende, acumulas ira sobre ti no dia da ira de Deus, quando se revelará plenamente o seu justo julgamento.

 6Deus retribuirá a cada um segundo o seu procedimento.

Mas se você, que se diz cristão, dissemina ódio por essa pessoa por causa de suas escolhas, porque espera que o mundo não retribua com ódio também? O mundo é total um reflexo do que nós somos e se somos intolerantes não podemos cobrar do mundo mais tolerância. 

Se atente as suas palavras

Quando nos posicionamos sobre qualquer assunto precisamos nos posicionar em amor. É claro que é difícil falar sobre aborto e Cristianismo. Mas só conseguimos unir as duas coisas, se as nossas palavras forem de amor por todos os envolvidos. Nossa sociedade é injusta. E caso você não saiba não existe isso de “engravida quem quer”. Não que isso seja uma desculpa para abortar. Mas usar argumentos repletos de ódio e julgamento não resolvem em nada.  Além disso, eles não mudam absolutamente em nada a vida daquela mulher.

Quero te convidar a entender algumas coisas e quem sabe, olhar com mais amor também para esse assunto que envolve tanta polêmica:

Coisas que cortam o efeito do anticoncepcional: 

  • Usar remédios antibióticos.
  • Ter vômito ou diarreia.
  • Doenças ou alterações no Intestino.
  • Esquecer de tomar a pílula.
  • Consumir bebidas alcoólicas em excesso.
  • Tomar chás.
  • Consumir drogas.

Trouxe isso para mostra que nem sempre quem engravida é porque estava preparada para aquilo.  E também a maternidade não é uma escolha rápida, é para o resto da vida. Nada disso é para te fazer aceitar o aborto, porque aborto e Cristianismo dificilmente andarão juntos porém intolerância e Cristianismo também não andam. Seja diferente, fale com amor e menos ódio. Não há espaço para Jesus quando a intolerância e os julgamentos tomam conta do seu coração porque Ele é o contrário disso.

Te convido a olhar com mais amor pras pessoas e por mais que não concorde com suas decisões, abraçar ao invés de apontar. Seja luz e não trevas! Pratique a tolerância e mostre que Deus é pai e pode cuidar de todos através das suas palavras de amor e não dos seus dias de domingo na igreja. Deus é pai e ele ama. Porque você, que erra todo dia, não pode ser amor também ?

Deus, que é pai

Eu tenho aprendido muito de Deus. E o que eu tenho mais aprendido e ouvido Ele me falar é que ele é pai. Paizinho, que te pega no colo e te guarda. Que te escuta, te acolhe e te ama. Que te repreende quando é preciso porque o amor está restritamente ligado a repreensão. Ninguém quer ensinar ou fazer melhor alguém que não ama, acredita e tem cuidado.

Ele é pai que não te julga- quem faz isso são os homens santos –  e que quer tornar seu fardo mais leve e suportável. Ele é pai presente, onipotente e amável. Não, Ele não é aquele Deus mandão e bravo que te vê como servo.

Aliás, essa nunca foi a maneira como Ele te viu. Ele te vê como filho. Sabe qual a diferença? O servo faz por obrigação enquanto o filho, por amor. De obrigações, Ele não precisa nenhuma mas de amor, ah, Ele precisa de amor. Ele precisa de amor porque antes de tudo Ele te ama e tudo que é recíproco é melhor né? Ele é o próprio amor.

Deus não é aquele cara chato que te obriga a ser alguma coisa pra ser aceito por Ele, isso quem faz é a religião. Deus é aquele paizão que te ama do jeito que você é e te deixa livre pra descobrir sua identidade. Hoje muitas pessoas se afastam porque nós mostramos mais um Deus que julga que um Deus que ama. As pessoas conhecem mais o Deus autoritário do que um Deus de amor, cuidado e provisão. As pessoas se afastam de Deus e da igreja porque são as coisas que elas não querem ser. Quanta responsabilidade temos em criar nos outros um conceito de Deus que nunca existiu e nunca vai existir.

Isso não é o que Ele é, é o que nosso julgamento em relação ao outro cria para que a gente se sinta um pouco mais espiritual. Deus, sobre todas as grandes coisa que é, é pai. Pai que, não importa quantos erros a gente cometa está esperando de braços abertos, só para ser pai mais uma vez.

Porque a gente não acredita no amor ?

Eu conversava com um amigo de longos anos que tentava me dizer que o amor não existia e eu, que nunca fui de acreditar muito nele e nem sonhar com aquele ideal de par perfeito e felizes para sempre, concordava porque na verdade, nunca soube o que o amor é. Um dúvida começou a pairar na minha cabeça e me atrapalhava de dar qualquer passo sem que parasse pra pensar naquilo. Porque a gente não acredita no amor ? Afinal, o que é amor?

 Eu continuo sem entender esses questionamentos mas algumas coisas ficam claras pra mim… A gente não acredita no amor porque não queremos acreditar, porque idealizamos algo que não existe e não queremos nos ferir por isso. É muito mais fácil falar que ele não existe e continuar ali, na nossa bola de gelo que não permite que ninguém entre e mais, que não permita que a gente sinta alguma coisa que passe uma semana. Falo isso por experiência própria, tá? Eu sei o quanto é difícil acreditar porque na verdade casar nunca foi um dos planos felizes da minha vida e continua não sendo. Mas falo por experiência própria de alguém que perdeu oportunidades por não querer sair da sua zona de gelo. Vai saber onde o amor tá? Às vezes ele tá te gritando e você nem vê, às vezes ele já me gritou e eu fingi de surda. Mas eu entendo a gente, eu entendo porque fazemos isso com nós mesmos. É porque não aprendemos o que é amor ainda…

 Será que amor tem que ser aquele negócio de sair todo dia com a pessoa, fazer juras de amor nas redes sociais, receber flores, ligar todo dia e querer casar com um vestido de princesa? Porque olha, eu prefiro mil vezes ficar em casa. Odeio expor sentimentos nas redes sociais, acho flores cafona, odeio falar no telefone e ainda por cima prefiro muito mais viajar a fazer um casamento que na verdade, quem aproveita são os convidados… Talvez esse seja o nosso ideal de amor e cara, ele é bem falho. Hoje, mais madura e mais forte, entendo que não é isso e que amor existe sim, mas com outra intensidade. Amor é aquilo que te faz levantar da cama mesmo cansado só pra viver. Amor é seguir a vida mesmo com centenas de socos no estômago e com vontade de desistir de tudo. Porque todas as vezes que pensamos em desistir e não desistimos é porque alguém acredita em nós: nossos pais, nossa família, nossos amigos… Amor não é aquele negócio grudento dos filmes da sessão da tarde, dos livros do John Green e das séries da Netflix. Amor é dividir um café em silêncio, é ser colo, é ser ouvido e é permanecer. É um final de semana. É rir com alguém até doer a barriga (seja a pessoa o amor da sua vida, seu crush, ou não) e pra isso não precisa ser pra sempre. Nós não somos eternos, então, porque o amor seria ?

Olha para o lado!

Mentiu quem te falou que amor só se acha uma vez na vida. Mentiu feio. O amor nasce toda vez que é regado e toda vez que ele é a sua escolha. Já parou pra pensar quantas pessoas estão do seu lado insistindo pra que você se sinta amada e que você ame de volta? Pare de olhar longe, olhe pro lado! Não, não é esse negócio de felizes pra sempre e amores eternos, amor é diário. E se não foi continua sendo amor, mas teve final. E você deveria agradecer todos os finais que já teve. Vai me falar que não vieram com portas maiores que as janelas que foram fechadas? Sabe, a vida continua e melhora, sempre. Por mais cego que a gente esteja pra ver as boas coisas. Porque muitas vezes, esquecemos, é de olhar pro lado. A vida continua com uma plantinha que nasce, com um novo ciclo que se inicia, a vida continua quando você decidir viver e quando você decide fazer isso, exclusivamente por você. Sabe qual o problema? Temos medo do amor. Temos medo de olhar pro lado e de repente, você sabe, já era. De repente não tem mais o que fazer e você se vê entregue. Mas não falo de se entregar pra alguém não, falo de entregar aos seus sentimentos. Você já percebeu o quanto é libertador querer mandar mensagem e mandar ? Você já percebeu o quanto é incrível confiar sem medo? Olhe pro lado! O mundo tá gritando pra te amar de volta…

 Ei, se abra de novo! Suas experiências antigas por mais doloridas que sejam, te libertam!

 

 

Você não precisa de um amor

Você não precisa de um amor o que você precisa é de se amar. Você não precisa de alguém para estar do seu lado para compartilhar todos os momentos com você, o que você precisa é se bastar. Você precisa se bastar a tal ponto que ser solteira não seja um problema e um desespero. Você precisa se bastar tanto que a sua melhor companhia seja você mesma. Você não precisa de um amor intenso que te encha de borboletas na barriga e que te deixe sem ar, o que você precisa é se olhar no espelho e se apaixonar.

Eu não sou contra o amor. Ame o outro também. Amar é bom. É maravilhoso ter alguém que fique do seu lado na calmaria e na tempestade, que te ache linda de camiseta larga ou de vestidinho preto mas você só vai enxergar o amor se encontrá-lo dentro dos seus próprios olhos. E olha, se você ainda não consegue fazer isso, tenha certeza: o amor direcionado ao outro também não dará certo. O amor só é amor quando ele sabe o que amar o que conhece de verdade e bom, ninguém conhece mais você que você mesma. Você sabe suas lutas, suas batalhas diárias, seus defeitos mas também precisa conhecer o que há de lindo aí dentro e não me fale que não tem nada. Cada pessoa é um mundo lindo a ser desvendado e só será amor quando você descobrir isso. Aí esse mundo vai se tornar tão interessante pra você que irá despertar interesse no outro. E cara, enquanto isso não acontecer, siga se amando. Siga entendendo que você é incrível mesmo que não tiver alguém do seu lado. A autossuficiência é o amor mais lindo que se pode achar.

Você não precisa de um amor destinado ao outro. Você precisa de um amor pra você, pra que em cada tombo que der  lembrar que você é mais que tudo isso e que se cair de novo, vai se levantar. Afinal, não é isso que você tem feito?

Ser leve

Um belo dia você entende que a vida é feita de sentimentos resolvidos e que não precisa ser dificil e nem sofrido, mas que quando é pra ser, é leve.

Leve o suficiente pra não ter joguinho, nem orgulho e nem brigas por qualquer coisa. Mas nem tão leve que não dê frio na barriga. Porque na verdade o que é desgastante uma hora cansa. Cansa ter que exigir do outro o que é pra ser natural. Mas às vezes o problema está na gente também. O problema está em insistir no que a gente sabe que não é pra ser, e talvez por ser o mais difícil, é o que a gente quer.

Parece que a gente gosta de sofrer. O mundo sorri a todo tempo e a gente insiste no que faz sofrer. A gente é mesmo bobo. Bobo de não ver o que está na cara e ir atrás do que está lá longe. O amor sempre está perto, mais perto do que a gente imagina. E ele sabe a hora de chegar e sempre será quando a gente menos espera. O amor é surpresa do início ao fim.

Surpresa é essencial pra que a vida não seja rotineira. É preciso se surpreender todo dia com o outro e isso, só se surpreendendo com você mesmo. Se surpreendendo com a sua capacidade de se enxergar no outro e ao mesmo tempo não se enxergar sem. Sem você, a sua personalidade própria e única, individual. Mas também não conseguir se enxergar sem o que você consegue ser quando está com o outro. Todo mundo desperta “alguém” no que a gente já é. Só cabe a nós escolhermos alguém que nos torne leve.

O amor, a paz e você

É infinitamente mais fácil descrever um amor que machuca. É até libertador colocar pra fora em forma de texto um sentimento que não faz bem. Quase como um falso decreto de que ainda temos o controle da situação ou ao menos a consciência de que aquilo é algo extremamente tóxico pra gente. Bem lá no fundo quem escreve sobre o que sente tem um pouco de medo da felicidade. A calmaria leva embora a inspiração, porque escrever sobre a paz quase sempre é deixar a folha ou tela em branco. É não precisar definir absolutamente nada. Sair de casa e esquecer a janela aberta pra poeira dançar ao ritmo do vento.

Mas agora é diferente. Eu não tenho mais mais medo.

Sem pistas e jogos, prometi. Não quero ter razão ou alimentar meu orgulho com a certeza de que eu sou a pessoa da relação que menos se envolveu até agora. Todas as minhas teorias deixaram de fazer sentido quando te conheci, então nada mais justo que deixar as cartas na mesa e admitir de uma vez que você me ganhou. Derrubou o muro que construí em volta de mim. A saída no final das contas não era destruir tijolo por tijolo, curar trauma por trauma, mas sim me fazer lembrar de como é bom admitir cada fraqueza ao lado de alguém que continua me amando por dentro e por fora. Como eu era, como me tornei e como eu desejo ser amanhã.

O que eu mais gosto na gente é a tranquilidade. Seu amor me deu de presente bons pensamentos e agora é como seu eu tivesse um refúgio dentro da minha própria mente. O mundo lá fora pode estar desmoronando, mas quando eu fecho os olhos continuo vendo seu sorriso em câmera lenta ou lembrando do tom da sua voz. Eu adoro o jeito que você fala. Most of the time, olhando nos meus olhos e me fazendo sentir a garota mais sortuda do mundo.

As pessoas dizem que nós combinamos porque somos exatamente iguais, mas a verdade é que você faz o melhor de mim vir à tona. Como quando estou perto da minha família ou viajando para algum lugar novo. Simplesmente não há espaço ou tempo para coisas ruins.

Apesar de eu ter a sensação de que nos conhecemos há muito tempo, sei que esse é só o começo e eu não faço ideia do que o destino separou pra gente. Gosto de imaginar que os nossos sonhos jamais vão conseguir nos distanciar porque de alguma forma nos cruzamos aqui nessa cidade graças a eles. Você só de passagem e eu de mudança. Precisávamos de um bom motivo pra ficar, então, nos encontramos.

Não quero que o tempo passe rápido demais, mas isso acontece com frequência quando você está por perto. É como se a distância entre o “estou chegando” e o “adorei ficar com você” coubesse num abraço, mas a verdade é que cada momento tem feito toda diferença pra mim. Sendo assim, obrigada por me mostrar um novo caminho e topar seguir em frente. Minha vida e minha sala são igualmente bagunçadas, como você já deve ter reparado, mas fiz questão de reservar um espaço especial pra você. Nesse texto, ao meu lado e onde estivermos amanhã.

Texto: maravilhosa Bruna Vieira que escreveu por mim .

Livros que estou lendo

Estou lendo alguns livros na verdade e alguns preciso começar, minha lista está incluindo alguns que comecei faz tempo e que não terminei, outros que terminei, outros que estou no meio e alguns para crescer no ministério de célula. Me acompanha ?

meus livros

<3 Mary Kay “Milagres que acontecem”- R$ 18,00: gente, que livro sensacional! É a biografia da Mary Kay Ash, a mulher visionária que criou a empresa que eu trabalho e tanto amo! Mary Kay dá uma lição de vida em cada uma das linhas de seu livro, exemplo de pessoa, carreira e vida com Deus. Vale a pena conhecer um pouco mais da vida dessa mulher maravilhosa !

<3 A Cabana- R$ 24,52 na Americanas: esse livro é muito interessante, faz a gente pensar e entender algumas coisas. Nos mostra Deus, Jesus e o Espirito Santo de uma forma diferente. Enfim, não é um livro religioso (muita coisa não combina com o que ouvimos dentro da igreja) mas é bem legal algumas “respostas” que encontramos nele. Vale a pena ! “Esta história deve ser lida como se fosse uma oração, a melhor forma de oração, cheia de ternura, amor, transparência e surpresas. Se você tiver que escolher apenas um livro de ficção para ler este ano, leia A Cabana.” – Michael W. Smith

<3 Teorema de Katherine- R$ 14,40 na Americanas: na verdade esse livro eu comecei o ano passado na minha viagem pra Argentina porém apesar do tempo, coloquei outros na frente e o deixei jogado kkkk Prometo que vou terminar de ler e faço uma resenha pra vocês!

<3 Wonder – Na Americanas ele e o 365 days of Wonder sai por R$ 69,93: o meu comprei no Wall Mart em Orlando e fiquei muito feliz, talvez tenha sido a melhor coisa que comprei fora. É o primeiro livro que leio em inglês então tem muito amor envolvido haha, fala sobre um menino que tem uma deformação no rosto e que entrando na escola passa a sofrer mais bullyng do que estava acostumado, já que sua mãe que o ensinava. É um livro cheio de reflexões e pensamentos lindos! So much love with it !

<3 Manual do líder de célula- aproximadamente R$ 35,00: um dos melhores investimentos pro meu ministério! Esse livro explica muita coisa pra quem é líder de célula. Fala sobre sermos líder-pastor e qual o caminho que o líder deve seguir. O legal é que tem várias listas e testes pra que você possa avaliar como anda seu ministério. O autor pastoreia uma igreja super top que segue a visão celular!

<3 Discipulado um a um- também perto de R$ 35,00: na verdade esse livro foi um pedido do nosso pastor. E é realmente maravilhoso, fala de como discipular bem, entendendo a individualidade de cada pessoa. Indispensável para um líder de célula!

<3 Lealdade e deslealdade- R$ 20,90: também um pedido do meu pastor, o livro fala que a todo momento lidamos com pessoas leais e pessoas desleais e que isso não é coisa vida moderna, muitos relatos bíblicos já nos mostravam esses tipos de pessoa, o que precisamos é entender como lidar com isso.

<3 100 dicas para um pegador louco por Jesus – R$ 20,00 na Loja do Pr. Lucinho: os livros do pastor Lucinho são bem legais, esse em especial, divido em tópicos nos traz itens básicos para uma pregação eficiente que muitas vezes esquecemos. É um livro fácil e rápido de ler, cheio de exemplos que se encaixam no nosso cotidiano jovem.

Enfimmmmmm, esses são os livros que estou lendo, simultaneamente hahahaha Já leram algum deles ? Algo a recomendar?

Clichê

Quem acha que o amor bate na porta e dá um jeito de chegar está extremamente enganado. O amor de verdade é uma luta e uma conquista diária. Chega aos poucos mas com a certeza do lugar que quer ocupar. Sabe se vem pra ficar uma semana ou o resto da vida.

O amor de verdade vem devagar, à espera do outro. E ele espera o tempo que for preciso pra que se torne amor no coração de quem ainda não o descobriu. Ah! Quão bonito é o amor! Sutil mas com toda força do mundo. Cheio de borboletas no estômago, incertezas e verdades decifráveis. Rápido como ujm primeiro olhar e durável como os batimentos do coração. O amor sabe em quem chegar e principalmente quando chegar por mais tempo que ele demore.

Ele chega, de uma forma avassaladora e confortante mostrando que o amor de verdade não deixa de existir, de amar, de acreditar, de sorrir.