A importância dos amigos ( verdadeiros)

Com a moda de chamarmos de “amigos” os contatos nas redes sociais, corremos o risco de esquecer o significado original – e profundo – da amizade. Quem tem amigos adoece menos, vive mais e é mais feliz. Mas só alcança tudo quem não espera nada da amizade.

Amigos. Com a tendência de chamarmos de amigos os contatos que temos nas redes sociais, sinto que estamos aos poucos esvaziando a força original desse conceito. Não, eu não sou saudosista nem tecnofóbico. Só acho que a amizade é algo valioso demais para esquecermos do que se trata de verdade.

Desde Aristóteles até as modernas observações sociológicas, sabemos que existem diferentes tipos e níveis de amizade. Na infância predominam o que o filósofo grego chamou de amizades por prazer – dizemos que são nossos amigos aqueles com quem simplesmente gostamos de estar. Claro que esse elemento prazeroso permanece ao longo da vida, mas sua característica volúvel não permite que as relações baseadas nele sejam profundas. Na outra ponta da vida, também referendado por estudos atuais, está a amizade por interesse, quando nossos relacionamentos passam a suprir capacidades que perdemos com a idade. Essa reciprocidade complementar também é presente em todas as fases, mas não é fortes o suficiente para criar a amizade verdadeira. Essa é a amizade segundo a virtude, na qual os amigos se amam pelo que são, desejam o melhor para o outro sem esperar nada em troca. Ela nasce do conhecimento mútuo, da identificação, da interação repetida. Infelizmente, a ausência pode afastar mesmo amigos de verdade. Por isso o facebook não produz – por si só – amigos. Ele pode até ser uma ferramenta útil na manutenção dos relacionamentos, mas não é suficiente.

Por muito tempo eu não entendi isso. Apesar das ligações afetivas importantes que criei durante a vida, achava que a amizade era uma espécie de feliz acaso: encontrei pessoas com quem me dei bem, compartilhei ideias, me aproximei. Pronto, tenho amigos. Mas não é assim. Como qualquer relacionamento, há que se cuidar das amizades para que elas permaneçam. Criar oportunidades para que encontros informais ocorram. Dividir tristezas, alegrias e preocupações. Pedir e oferecer ajuda. Discutir, perdoar. Por isso vai ficando mais difícil fazer amigos conforme envelhecemos – temos menos tempo, menos oportunidades. Mas também é aí que as amizades antigas se solidificam – ficamos mais seletivos.

O grande paradoxo é que quando consideramos a amizade como um fim em si mesmo, sem esperar nada em troca, que seus benefícios aparecem. Hoje em dia ninguém mais questiona o profundo impacto que a amizade tem na saúde, por exemplo. Quem tem amigos é mais feliz, adoece menos, vive mais tempo. Não se sabe ao certo porque. Uma teoria diz que a rede social ampla aumenta nossocapital social, nos fornecendo mais acesso a recursos de forma geral. Outra acha que a presença de amigos nos torna mais autodeterminados, o que nos influencia a ter atitudes mais saudáveis. E há ainda o benefício do afeto em si, que promove o bem estar e afasta a solidão – fonte conhecida de estresse e, consequentemente, desgaste do organismo.

Esses dados podem ser relevantes para o poder público ao mostrar a importância de criar centros de vivência, facilitar a vida de clubes, igrejas, cursos comunitários ou outras formas de associação que fomentem amizades. Mas individualmente não importam tanto. Afinal, a amizade verdadeira existe por si mesma. Mas – não nos esqueçamos – depende de nosso investimento para continuar a existir.

 

Texto reflexivo do site do Estadão , e ah! Feliz dia dos amigos verdadeiros <3

5 frases de melhores amigos

” Fala com a minha mãe , se você pedir ela deixa ! “

E a mãe sempre deixa .

 

” Amiga , olha discretamente …” 

E a amiga vira a cabeça 360 graus , obrigada amiga !

 

” Só vou se você for ” 

Não nascemos grudadas então melhor não desperdiçar mais tempo né ?

 

” Ele ( a) tá feio nessa foto , mas juro que é bonito ! “

Ahaaaaam , tá !

 

” Eu chamo , você fala ! “

Porque amizade é deixar o outro com a parte mais constrangedora .

 

Ontem foi dia do amigo e não existe amor mais lindo que esse ! Meus amigos : vocês são incríveis !

” Ama o amigo e na angústia se faz o irmão ” <3

Passado e futuro

friedstumblr

Olhando pra foto era possível ver tanta coisa . Mais do que estava impresso . Tinha todo um conjunto que só quem viveu veria . Tinha uma cumplicidade , uma alegria , um final feliz .

Cara , porque algumas coisas simplesmente não são pra sempre ? Juliana tentava entender o mundo , as pessoas mas não sabia direito como conseguiria se não entendia nem ela mesma . Tanta história ficava pra tras , de tanta gente a gente desiste .

Juliana era o tipo comum mas bonita . Não era nem muito alta e nem muito baixa . Era magra , cabelo até a cintura , escuro com leve queimados do sol de todas as tarde na praia . Olhos castanhos , boca grande e um sorriso de dar inveja . Jú tinha muitos amigos mas o que a aflingia era que alguns ela tinha deixado pra trás . Talves por cansar de tentar fazer tudo pra ficar bem

Jú tinha quebrado a cara algumas vezes e o coração uma centena delas .

-Jú  , vamos pra praia ! Olha esse sol , olha esse dia ! Disse Pri entrando no quarto sem

aviso prévio , Pri já era da casa , não tinha problema em andar ali , abrir a geladeira e

chegar quando bem entendesse .

-Olha essa foto Pri , tanta coisa aconteceu de lá pra cá né ?

-Aff , Juliana você se prende muito ao passado . Agora vai ficar na bad pensando em

tudo que deveria ter feito e não fez . Não esquece que ninguém consegue segurar o mundo

nas costas tá ?

-Credo Priscila !

-Jú , sério ! Vamos pra praia , desencana … A vida é linda amiga e tem muita coisa pra

frente então não tem porque olhar pra trás . Pri falava enquanto pegava um vestido no

guarda roupa da amiga e jogava na cama em que ela tava deitada .

A Priscila não se preoucupa com nada , pra ela tá sempre tudo bom . Tambem , olha que menina mais bonita ! O mundo gira pra ela se ela quiser …

Priscila era mesmo bonita , de uma beleza única . Cabelo laranja de dar inveja , olhos verdes , pele branca com um leve bronzado de quem mora no litoral .

-Vamo Pri … Juliana não queria ir mas sabia que a amiga não sairia dali enquanto ela

não fosse .

Parecia sempre a mesma coisa : mesma praia , mesmas pessoas , mesmas conversar , mesmos lugares . Nada nunca mudava . Exceto …

-Pri , é o Lucas ? Lucas era um dos meninos que estavam naquela foto , um dos meninos

que Jú gostou mas que nunca teve coragem pra viver o que poderiam ter vivido . Mais do

que isso : era um dos meninos que ela tinha deixado pra trás . Mais alguém que ela tinha

deixado no passado e que pelo jeito estava pronto pra voltar . Ai que sorriso !

-Sei lá , acho que sim ! Xi , certeza ! Olha o sorriso que ele tá te mandando , tá vindo

aqui ! Vou pro mar ! Luísaaaaaaaaaaa , me esperaaaaaaaaaa!

-Oi Jú ! Quanto tempo ! Lucas chegou abraçando e lembrando o porque era tão fácil se

apaixonar por aquele sorriso . Ele tinha mudado muito , tava mais adulto , a voz mais

grossa . Bem mais alto . O sorriso era o mesmo . Seria o mesmo sempre

-Ah , então ! Jú sentiu as bochechas brancas ficarem rosadas . Tudo bem ?

-Tudo ! Esses dias mesmo tava falando de você pros meninos . Nossa , não sei o que

aconteceu que a gente ficou tão distante .

-Os meninos que tavam com ele tambem eram bonitos tinham mais cara de moleques mas

eram bonitos ! Falando de mim ? Falando o que ? Já não sabia se tinha parte do seu rosto

que não estava vermelha de vergonha .

-É ?  Sobre o que ?

-Lucas olhou pros meninos , mexeu no cabelo , riu desconsertado .

-Sobre … Sobre …

-Sobre ele gostar de você e você não dar moral e tal . Disse o menino loiro bem estilo

surfista que estava do lado dele . Na mesma hora levou um cutucão .

-Como assim gostou de mim e eu não dei moral ? Uai , não era ele que gostava da Letícia ?

Lembro muito bem do Flávio falar que os dois se gostavam e por isso não demonstrei mais

nada , na verdade me afastei .

-Tonto ! Mas e você e o Flávio , Jú ?

-Eu e o Flávio ? Como assim eu e Flavio ? Lucas tava louco ou tava tentando me deixar

louca ?

-É , fiquei sabendo que vocês tavam juntos … que você gostava dele e … e… queria que

eu não atrapalhasse … Ele disse mais uma vez mexendo no cabelo : era seu jeito oficial de

demonstrar que estava com vergonha . E confuso

-Juliana entendera tudo . Flávio gostava dela e tinha dito que o Lucas gostava da Letícia

porque sabia que ela não questionaria isso , e mais : se afastaria . Flávio sabia que se falasse

pro Lucas que ela já tinha outra pessoa ele sumiria . Lucas era orgulhoso demais pra lutar

por alguém .

-Acho que a gente precisa conversar . Nada disso é verdade e suponho que algumas coisas

que eu tenha ouvido tambem não sejam .

– Vamos ali na pracinha ?

Sentada ali com ele naquele banco da pracinha que tantas vezes os dois riram e choraram

juntos Juliana entendia tudo : algumas coisas precisam ser deixadas pra trás . Mas outras

precisam ser vividas . E com maior intensidade . Algumas coisas por mais que a gente

deixe pra trás , uma hora volta pra ficar .

 

boyfriendbeach

 

Mudanças

É difícil começar qualquer coisa . Esse ano , começo coisas importantes : o blog e a faculdade . 

O blog com uma ansiedade e uma super vontade de escrever e contar aqui coisas minhas , coisas do mundo e todas as coisas . 

A faculdade com um friozinho no estômago e uma ansiedade de  coisas novas . Pra mim , que estudei na mesma escola durante 11 anos e conhecia todas as professoras , ” tias ” , nomes e apelidos de todos os amigos ou colegas da escola bastante coisa vai mudar ! Mudanças são muito bem vindas e esse ano eu realmente posso dizer : ANO NOVO , VIDA

 NOVA ! Mas que a mudança além dessa transição de escola para faculdade , aconteça também  dentro de mim . Eu estou pronta para mudar e você ?