Quer voar comigo?

Ei moço, tenho que te falar uma coisa… Sabe, eu não vou aceitar se você me pedir em casamento. Eu nunca tive esse sonho de princesa, de usar um vestido branco, carregar um buquê e a partir daí, ser mais do outro que de mim. Mas se me chamar pra viajar, vou ter que ir correndo. E não vejo problema nisso.

Sabe o que é? Eu sou assim mesmo, eu não gosto do que me prende. Eu nasci borboleta e você já viu borboleta que fica parada em um só lugar? Borboleta que não voa? Que não vai atrás de novos jardins? Borboleta que só sai do lugar se a outra for junto? Borboleta que faz uma casinha e vive ali pra sempre? Então, não é minha culpa. Eu nasci livre. Nasci prontinha pro mundo e com muita vontade dele. Pronta pra conhecer cada pedacinho dessa imensidão,  pra desbravar a natureza, pra conhecer mares e ares, então, por favor, não peça pra eu me prender a você. Mas olha, se você quiser ir comigo, fique a vontade! O mundo é grande e sempre tem espaço pra mais um. Se você quiser poderemos voar pra bem longe e voltar quando der vontade. Mas ei, não coloque regras, nem nomes, nem status nisso. Isso tudo me deixa cansada e já vi que não é pra mim. Nós não precisamos provar nada pra ninguém não é mesmo? Então não queira colocar um nome nisso. Não queira colocar uma grade. Não queira tornar padrão o que deve ser único e livre. Podemos lidar com tudo sem que vire uma prisão, uma obrigação. Na verdade nunca gostei de rotina e nós não precisamos ser uma. Nós podemos ser borboletas. Nós podemos voar. Ei, não me peça em casamento. Me peça pra voar do seu lado, ok ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge