Geração dos vinte e poucos

Com o tempo você percebe que ter 20, vinte e poucos não é tão legal como você pensava que seria quando estava na sexta série. Aliás, com vinte e poucos você descobre que os melhores da sua vida começaram na escola e que, saudades da sexta, da quarta, da quinta, da oitava série!

Você descobre que a geração de vinte e poucos de hoje é bem diferente da geração de vinte e poucos da época dos seus pais. A geração deles com vinte e poucos, estava arrumando as coisas do casamento, quem sabe tendo filhos, abrindo negócios… E nós, bom nós só estamos tentando decidir que faculdade fazer, se compramos o novo iphone ou economizamos pra viajar no final do ano e se decidimos logo se final de semana vamos sair ou ficar em casa assistindo Netflix.

Com vinte e poucos você descobre que ao contrário do que você pensava, não conseguimos decidir nada com vinte e poucos e não, nossa vida não está nem perto de estar definida. E sabe, tudo bem por isso. Tudo bem se a gente precisar de um tempo maior pra pensar e não souber lidar com vestibular/carreira/sonhos e contas a pagar. Tudo bem se a gente decidir viajar o mundo, mas não conseguir fazê-lo por enquanto porque não temos dinheiro nem pra comprar aquela blusa que todo mundo já está usando. E se tem uma coisa que você descobre com vinte e poucos é que a pressão vem de todos os lados. Dos padrões que você precisa, mas não quer se enquadrar. Da sua cabeça que te faz pensar que com vinte e poucos sua vida já estaria quase decidida e que você percebe que não consegue decidir nem se compra coxinha ou lanche natural na cantina da faculdade. Porque olha, você precisa conhecer livros, assistir todas as séries pra ter o que falar, precisa ter um círculo de amigos, passar tempo com a família, fazer todos os trabalhos da faculdade, escolher qual curso fazer na faculdade e saber o que você fará quando sair dela.

Ah, você também precisa saber sobre política, que tá um rolo tão grande quanto a sua cabeça, entender sobre a economia, saber que o Trump será candidato nos Estados Unidos, ser embaixador da Unesco, escrever um livro antes dos trinta, plantar uma árvore, tirar a sobrancelha toda semana, ouvir a nova música da sua banda favorita, escolher um lado na briga: Kim Kardashian/ Taylor Swift / Demi Lovato/ Selena Gomez / Kayne West. Ufa!

E que bobinho era aquele que estava na sexta série querendo ter vinte e poucos e achando que estaria rico hein? Coitado, mal sabe que a estrada mal começou e que tudo bem se você tiver que sentar pra decidir qual caminho seguir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge