Transtorno alimentar: será que eu tenho?

A primeira coisa que precisamos explicar é: você realmente sabe o que é transtorno alimentar?

Talvez pra você distúrbio alimentar seja gracinha de umas meninas magras que querem ficar mais magras ainda. Mas não, isso não é transtorno alimentar. Transtornos alimentares são doenças mentais que fazem pessoas terem uma distorção de sua própria imagem. Uma distorção tão grande que as fazem odiar tanto seu próprio corpo a ponto de puní-lo de alguma forma.

Seja parando de comer (anorexia), ou seja colocando a comida pra fora através de vômitos autoinduzidos, medicamentos, diuréticos, enfim (bulimia), os transtornos alimentares são marcados pela insatisfação corporal profunda e a má relação com a comida. Mas são uma complexa ligação de diversos fatores, sejam sociais, biológicos ou psicológicos. 

Como perceber se você tem um transtorno alimentar

O primeiro passo é se perceber. Quanto a sua preocupa com seu peso, seu corpo ou sua alimentação te impedem de fazer tarefas do dia a dia, sair de casa e todas essas coisas? Se isso estiver te paralisando, deprimindo e te fazendo ficar isolado é hora de procurar ajuda.

Outra coisa importante é nunca se autosabotar e se autodiagnosticar. Nós só conseguimos saber se realmente temos alguma doença  um problema, quando procuramos ajuda especializada. Assim como é normal procurar um médico quando se está com dor de cabeça, tudo bem procurar um psicólogo quando o problema é uma doença mental. As doenças mentais podem causar danos muito mais graves que as doenças físicas.  Por isso é importante quebrar aquele tabu que as pessoas tem com psicólogos, psiquiatras e todo esse tratamento terapêutico. É impossível salvar a saúde física quando a mental não está em dia.

Má relação com a comida

Um dos primeiros sinais que você tem um problema alimentar é uma má relação com a comida. A má relação com os alimentos começa com pequenos sinais: restrição por medo de engordar, culpa depois de comer, muito medo de engordar principalmente por contas de alguns alimentos como doces, carboidratos e frituras.

Isso porque em uma construção social nada boa, as pessoas impõem que comer esses alimentos “engorda”. Na verdade uma pessoa precisa de cerca de 7 mil calorias a mais do que o que ela come normalmente em um dia pra engordar. Os alimentos não tem nenhum poder “engordativo”.  Nosso próprio corpo se encarrega da metabolização e da queima de caloria com coisas do dia a dia. Se isso começa a ser um problema pra você, te impede de sair de casa e fazer coisas básicas da sua rotina como simplesmente levantar da cama, é hora de buscar ajuda!

Se tiver dúvidas, procure ajuda!

Os transtornos alimentares podem ser doenças muito sérias e exigem muito cuidado apesar de ainda terem um espaço muito pequeno na mídia. Se você acha que sua relação com a comida e com o corpo é muito conturbada e isso tem afetado a sua vida, procure ajuda! Em quase todas as faculdades que oferecem o curso de psicologia os atendimentos são gratuitos ou de valor simbólico. Eu não pretendo me calar sobre assunto e acredito que, quanto mais falarmos sobre isso, mais chances de busca por tratamento e cura teremos. Então, estamos juntos nessa jornada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge