É normal se sentir perdido

Ao menos isso é o que repito pra mim mesma toda vez que me sinto um pouco perdida, e posso dizer que não são poucas as vezes. Apesar de saber que Ele é o caminho, a verdade e a vida ( João 14:6) e isso já nos dá um lugar seguro que é Jesus.

“Respondeu Jesus: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.”

Mas mesmo assim, é possível que o sentimento de incerteza seja presente e sabe, é normal. Não somos desse mundo. Muitas coisas daqui não fazem sentido porque esse é só um tempo, uma passagem pra algo maior e melhor que é a eternidade ao lado Daquele que nos criou. Estamos aqui, mas não somos daqui. João 15 nos fala que se fôssemos daqui, seríamos amados pelo mundo, mas não somos. Fomos resgatados.

“Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia.”

Por saber essas coisas, prefiro acreditar que é por isso que volta e meia o sentimento de não pertencimento aparece. Por, de fato, não pertencer. É louco, mas é real. A gente passa a vida toda falando “não levamos nada dessa vida” mas trabalhamos incansavelmente para ter coisas aqui. Nosso tempo é, quase que totalmente, voltado para as coisas terrenas. As atividades daqui, os compromissos, o dinheiro.

Não se prenda aqui.

Por mais que o sentimento possa ser sufocante e por vezes desgastante, às vezes é necessário entender que isso faz parte da experiência de viver como estrangeiro em uma terra. Essa terra não é nossa e esse não é o nosso lugar. Da mesma forma que o povo foi estrangeiro ansiando a terra prometida, assim somos nós esperando o dia de estar com Deus.

“Amem os estrangeiros, pois vocês mesmos foram estrangeiros no Egito.”
Deuteronômio 10:19

Aprenda a entender seus sentimentos e entenda que alguns deles não tem causas terrenas e sim celestiais. Assim acontece também com o nosso senso de justiça. Ele de fato não é nosso. Porque nós não somos justos, mas Deus é. Então Ele gera justiça em nós. Percebe como somos movidos a pensamentos dos céus quando estamos sendo um com o Autor da Criação?

Abrace o seu não pertencimento. Você não é daqui e um dia nos encontraremos na eternidade! <3

Eu não moro mais em mim – venda online

Estou muito feliz de contar que já é possível comprar meu livro na internet!

A maioria deve saber que escrevi um livro de Tcc. Se você não sabe, é só clicar aqui. Também dá pra ler os outros posts sobre o lançamento e o prefácio aqui no blog!

Mas o que eu quero é falar é que estou muito feliz com a maneira como as coisas estão fluindo e vocês estão se interessando pelo livro! Eu já falei algumas vezes que ele faz parte do meu chamado específico com Deus, aquilo que eu creio que o Senhor me chamou para falar sobre nesse mundo!

Eu estou bastante feliz que além das vendas no dia do lançamento e também quem pegou o livro comigo de alguma maneira, agora eu consigo vender pra qualquer lugar do Brasil e ainda com um precinho muito bom!

Venda online

Eu percebi (graças a Deus, amém) que muitas pessoas estavam querendo comprar meu livro mas de certa forma isso se tornou muito difícil quando eu vi o preço do frete pra todo Brasil. Porém, consegui uma maneira de baratear tudo e ficar bom pra todos nós! hahha

O livro pode ser comprado pelo link do Pag Seguro e o pagamento pode ser feito por cartão ou por boleto bancário! Outra coisa boa é que esse valor de 35 reais inclui o preço do frete pra todo Brasil!

Outra coisa importante falar é que se você quiser presentear ou quiser um recadinho especial, pode me mandar um e-mail falando que aí eu sei o que fazer!

Era essa notícia que eu queria dar! Então se você tem interesse no meu livro-reportagem sobre transtornos alimentares e padrões irreais de beleza, é só comprar pelo link ( https://pag.ae/7UvXC1BxK ). Mas já te aviso: se prepare para um livro cheio de histórias reais, fortes e impactantes!

Também não esqueça de me marcar no instagram (@hellougabizinha ) se for postar algo sobre o livro ou de me falar depois o que achou! Tudo é muito bem vindo <3

 

Dizem que sou socialista

Dizem que eu sou socialista.
Mas, será que ser socialista é entender que eu, particularmente, preciso de programas do governo e acho que eles são bons pra outras pessoas também?

Porque eu não sei você, mas eu formei na faculdade com 100% de Fies durante os 4 anos. Do contrário eu não conseguiria pagar. E eu sempre trabalhei/ fiz estágio.

Eu também estudei em uma das escolas mais baratas da minha cidade, mas que era o que a minha mãe podia pagar, além de ser a que ela também estudou.

Durante a faculdade, havia poucos negros na minha sala. Porque eles eram menos capazes? Não! Porque entra em faculdade particular quem tem dinheiro pra pagar ou consegue Fies, que é pra quem tem notas mais altas no Enem. Nós sabemos que historicamente os privilégios brancos sempre prevaleceram e poucos negros estudam em escola particular que tem um ensino melhor e portanto consegue nota maior nos vestibulares e no Enem.

Socialista é entender que a gente vive num país completamente desigual e que as possibilidades pra alguém que formou em faculdades renomadas para alguém que formou em faculdade do interior, são completamente diferentes? Bom, acho que eu sou sim.

Não existe meritocracia no Brasil. O que existe é preconceito, racismo, machismo e tantas outras coisas. O que existe é que, se você nasceu branco, tem pai presente e consegue entrar numa faculdade já faz parte da parcela privilegiada da sociedade.

É sério, sabia que a média de uma família de 4 pessoas é, 500 reais por pessoa? Dois mil uma família ? A faculdade custa mais de mil. Então sim, nós que fizemos faculdade somos privilegiados.

Agora, eu tenho duas escolhas: entender que sou uma privilegiada e portanto posso lutar pra que outras pessoas tenham espaço e lugares de fala, ou posso escolher seguir olhando só pro meu umbigo.

Se ser socialista é não suportar essas diferenças que dizem ser meritocracia, bom, graças a Deus que eu sou socialista. Acho que Jesus também foi.