Nunca fui boa com sentimentos

Nunca fui boa com sentimentos. Na verdade nunca fui boa em falar de sentimentos, escrever é outra história. Nunca fui boa de demonstrar sentimentos. Não que eu não sentisse, sempre senti muito mas sempre senti só pra mim. Nunca fui ( e acho que nunca serei) aquele tipo de pessoa que grita o que sente por aí. Se você me cobrar isso, provavelmente vou fugir.

As vezes parece joguinho mas é só essa mania de não querer mentir. Nem pra mim e nem pro outro. Se eu não quero responder, eu não vou. Não adianta. Pode parecer grosseria só que eu te juro que não é. Provavelmente eu demore pra responder um pouco. Às vezes porque não queria responder naquela hora, às vezes porque eu esqueci ou às vezes só porque não deu mesmo. Pode ser que eu te responda rápido, mantenha a conversa, chame de vez em quando. Pode significar alguma coisa; Ou não.

Talvez eu demonstre de milhares de formas mas esqueça as convencionais. Provavelmente vai ser muito difícil eu falar que te amo. Se eu falar, por livre e espontânea vontade, sem cobranças e na frente das pessoas, pode ter certeza que é verdade. Na frente das pessoas porque um dos sentimentos mais difíceis de lidar é o medo de se sentir vulnerável. E isso talvez seja a prova do quanto eu me sinto.

Ah, tem outra coisa: eu tenho uma facilidade gigante em colocar ponto final nas histórias. E se eu coloquei é porque não tem mais jeito e te garanto: não tem volta. Ah, e não importa o quanto isso tenha importado, se eu coloquei ponto final é que já esqueci mesmo.

Essa coisa de não saber demonstrar ou demonstrar do meu jeito faz com que as pessoas achem que a gente não sente. E ó, sente viu. Sente muito, quase como um turbilhão. Faz planos, sonha só que tudo em silêncio.

Mas olha vou te dar uma dica: seja sincero com você mesmo, com seus sentimentos. Não escute o que as pessoas falam pra você fazer e faça só o que te der vontade e assim, o único responsável pelos seus sucessos e fracassos será você mesmo.

 

Pregadora de internet: o que eu não quero ser

Eu não quero ser uma pregadora de internet. Que escreve textão sobre Ele mas que as pessoas sabem que meu caráter não é nada parecido com o de Jesus.

Eu não quero falar Dele por coisas que eu ouvi das experiências que outros tiveram ou de pregações que escutei. Eu quero falar Dele porque O conheço. Porque temos um relacionamento e as pessoas conseguem enxergar isso em mim.

Também não quero ser um cristão chato. Daqueles superespirutuais. Que falam que dor de cabeça é possessão e que demonizam tudo. Não quero não falar com determinado grupo de pessoas porque eles não acreditam nas mesmas coisas que eu.

Não quero não falar com determinado grupo de pessoas porque eles não acreditam nas mesmas coisas que eu. Quero falar com quem não acredita e não conhece Jesus e pregar não através de palavras enfiadas goela abaixo mas por atitudes, por ações, por obras.

Quero que as pessoas saibam que Jesus é o Senhor da minha vida mas que mesmo assim saibam que podem conversar de qualquer assunto comigo. Quero que elas saibam que não vou julgar os seus pecados porque eu, infelizmente, também tenho os meus. Quero que saibam que se eu falo Dele é porque tento, um pouquinho a cada dia ser mais parecida com Ele.

Mais uma vez: em caráter e não em palavras bonitas. Tanta gente fala de Jesus e não O conhece! Eu não quero ser uma pregadora de internet! Que eu não tenha a oportunidade de abrir a minha boca ou escrever qualquer coisa se não for pra falar apenas do que eu vivo!

Metas para as férias

Hellou, hellou!

O post de hoje é diferente! Chegou as férias e eu fico louca pra fazer algumas coisas, por isso vou compartilhar minhas metas aqui:

♥ Estudar teologia 

Eu assisto muito os vídeos do Luca Martini (se você não conhece, corre aqui porque o cara é loco!) e sempre penso: mano, esse cara manja de Bíblia e teologia viu? E eu ainda não consigo me definir como Calvinista ou arminiana, então nessas férias quero estudar pra ter uma base mais sólida na minha teologia. Só vamos!

♥ Adiantar meu livro

Pra quem não sabe, estou em ano de TCC e o meu trabalho será um livro-reportagem sobre transtornos alimentares. Está sendo um negócio tão lindo minha gente! Cheio de pessoas maravilhosas que vão me contar suas histórias e estão me permitindo escrever sobre elas.

♥ Comer direito

Gente, socorro! Não sei comer direito hahaha Tomo muito café, esqueço de comer nas horas certas, sou frenética louca por doce! Mas Deus vai me ajudar kkkkkkk

♥ Terminar os livros que eu tô lendo/ séries 

Será que só eu tenho sérios problemas de concentração e não consigo terminar as coisas?